Vírus, bactérias, fungos, protozoários e parasitas são agentes biológicos que podem causar danos à saúde do ser humano. Nos ambientes de trabalho, especialmente nos serviços de saúde, esses agentes podem transmitir doenças. Certamente, os profissionais de saúde humana e animal são os que mais estão expostos aos riscos biológicos. Mas há outras inúmeras atividades em que esses riscos estão presentes. Exemplos: fabricação e comércio de alimentos, indústria de carnes e pescados, frigoríficos, abatedouros, atividades envolvendo resíduos, saneamento e esgoto, agricultura e pecuária, necrotérios, silvicultura e pesca. Em laboratórios, onde há a manipulação com micro-organismos e material clínico, os agravos à saúde são uma realidade.

O controle dos riscos biológicos nos serviços de saúde deve verificar a ordenação da NR-9 (que trata dos riscos ambientais). Além do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) e Programa de Controle Médico de Saúde (PCMSO), nesses serviços o grande diferencial está nas medidas de precaução. Outro diferencial diz respeito ao controle dos acidentes com materiais perfurocortantes que são uma fonte específica nos ambientes hospitalares.  São medidas feitas na atividade de atendimento ao paciente, independentemente de ele ter uma doença diagnosticada. É preciso que o gerenciamento do risco ofereça um treinamento específico e diferenciado. O resíduo biológico contaminado deve ser acondicionado em embalagem apropriada, colocado dentro de caixas específicas com símbolo de Lixo Biológico para o processo de autoclavação na área externa do ambiente. A retirada deve ser por empresa credenciada para incineração. Procedimentos e cumprir a normatização são básicos, mas é importante também capacitar o trabalhador. Treinamentos específicos, informação e conscientização dos empregados sobre a necessidade de se proteger contra os riscos de contaminação. Outra medida indispensável é quanto ao uso correto de EPIs.derramamentoquimico13

 

Sistema de Gestão ambiental

 

A Comissão Brundtland, formada pela Organização das Nações Unidas para estudar a crescente deterioração do meio ambiente humano e dos recursos naturais e as conseqüências da deterioração para o desenvolvimento econômico e social, definiu, no relatório “Nosso Futuro Comum” (Our Common Future), o desenvolvimento sustentável como o “desenvolvimento que satisfaz as necessidades presentes sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir suas próprias necessidades”.

 

Essa é a definição mais aceita mundialmente do termo desenvolvimento sustentável. Ela se aplica ao meio ambiente na medida em que as necessidades atuais estão diretamente relacionadas aos recursos naturais. Basta pensar na energia fóssil (petróleo, por exemplo) e nas diversas matérias-primas comumente usadas em indústrias.

 

O Sistema de Gestão Ambiental representa um processo que busca resolver, mitigar ou prevenir problemas de caráter ambiental. Contribuir para o desenvolvimento sustentável é a meta maior do sistema.

Os principais objetivos de um Sistema de Gestão Ambiental são:

  • Respeitar o direito ambiental;
  • Controlar os riscos para a área;
  • Controlar os custos dos dejetos;
  • Melhorar o desempenho do sistema de gestão com a introdução de um novo ângulo crítico;
  • Se diferenciar em relação à concorrência;
  • Valorizar a imagem da empresa.

Benefícios de um Sistema de Gestão Ambiental

Um Sistema de Gestão Ambiental tem como benefícios:

  • Redução de riscos de acidentes, de sanções legais etc;
  • Aumento da qualidade dos produtos, serviços e processos;
  • Economia ou redução do consumo de matérias-primas, água e energia;
  • Captação de novos clientes;
  • Melhora da imagem;
  • Melhora dos processos;
  • Aumento das possibilidades de permanência da empresa no mercado;
  • Aumento das possibilidade de financiamentos, devido ao bom histórico ambiental.

Convém mencionar que a adoção de um SGA deve ser feita de modo estratégico por cada organização. O desenvolvimento do sistema é específico para cada tipo de empresa.

Assim como no caso da ISO 9001, não é objetivo da ISO 14001 impor uniformidade na estrutura do sistema desenvolvido ou uniformidade na documentação.

Elementos da ISO 14001

O documento da ISO 14001 está disponível para compra no site da ABNT e contém os itens abaixo:

  • Prefácio
  • Introdução
  • Objetivo e campo de aplicação
  • Referências normativas
  • Termos e definições
  • Requisitos do sistema da gestão ambiental
  • Requisitos Gerais
  • Política Ambiental
  • Planejamento
  • Implementação e operação
  • Verificação
  • Análise pela administração
  • ANEXO A: Orientações para uso desta norma
  • ANEXO B: Correspondência entre a ABNT NBR ISO 14000:2004 e a ABNT NBR ISO 9001:2000

 Método SSW de Implantação.

Devido nossa experiência, desenvolvemos um Sistema de Implantação Reversa, um modelo de implantação de Sistemas de Gestão que tem o objetivo de gerar resultados de melhoria organizacional já nos primeiros meses de implantação.Fazemos todos os processo,implantação e certificação de sua empresa.

 

Etapas de Implantação.

 

  • Mapeamento dos Processos e análise da documentação existente;
  • Criação ou Adequação da política da qualidade;
  • Formação da equipe de implantação;
  • Desenvolvimentos e Adequação de Registros da Qualidade;
  • Desenvolvimentos e Adequação de Instruções de Trabalho;
  • Desenvolvimentos e Adequação de Procedimentos;
  • Treinamento e implantação de Procedimentos Instruções de Trabalho e        Registros da Qualidade;
  • Criação do Manual da Qualidade;
  • Auditoria Interna;
  • Execução de Atividades de Ajuste;
  • Acompanhamento da Pré-auditoria de certificação (certificadora              contratada);
  • Execução de atividades de ajuste;
  • Acompanhamento da Auditoria de Certificação (certificadora contratada)

 

  • Prazos de Implantação e Desenvolvimento do Projeto.

 

O prazo planejado para implantação varia de acordo com o cliente, mas geralmente ocorre entre 6 a 10 meses. Para que seja cumprido tal prazo , são realizadas algumas visitas do consultor por mês para o cumprimento de todas as etapas descritas anteriormente, incluindo material didático, orientação, Manual da Qualidade, procedimentos obrigatórios, orientações de implantação e auditoria interna.

Equipe SSW

Nossos consultores são  engenheiros e líderes nas normas em questão e têm experiências de vários segmentos.

 

Gerenciamento do Projeto.

 

O gerenciamento do projeto ocorre através de cronogramas, indicadores e relatórios planejados em conjunto com o cliente e apresentados periodicamente:

Pelo menos os seguintes documentos e dados são apresentados periodicamente:

  • Nível de satisfação dos serviços prestados (reportes mensais);
  • Relatório de Impedimentos e Oportunidades (apresentar pontos críticos,      necessidades de investimento e sugestões extraordinárias ao projeto);
  • Outros indicadores, sugeridos pelo cliente poderão ser implementados.

 

Os principais objetivos de um Sistema de Gestão

 Ambiental são:

  • Respeitar o direito ambiental;
  • Controlar os riscos para a área;
  • Controlar os custos dos dejetos;
  • Melhorar o desempenho do sistema de gestão com a introdução de um novo ângulo crítico;
  • Se diferenciar em relação à concorrência;
  • Valorizar a imagem da empresa.

Benefícios de um Sistema de Gestão Ambiental

Um Sistema de Gestão Ambiental tem como benefícios:

  • Redução de riscos de acidentes, de sanções legais etc;
  • Aumento da qualidade dos produtos, serviços e processos;
  • Economia ou redução do consumo de matérias-primas, água e energia;
  • Captação de novos clientes;
  • Melhora da imagem;
  • Melhora dos processos;
  • Aumento das possibilidades de permanência da empresa no mercado;
  • Aumento das possibilidade de financiamentos, devido ao bom histórico ambiental.

Convém mencionar que a adoção de um SGA deve ser feita de modo estratégico por cada organização. O desenvolvimento do sistema é específico para cada tipo de empresa.

Assim como no caso da ISO 9001, não é objetivo da ISO 14001 impor uniformidade na estrutura do sistema desenvolvido ou uniformidade na documentação.

Elementos da ISO 14001

O documento da ISO 14001 está disponível para compra no site da ABNT e contém os itens abaixo:

  • Prefácio
  • Introdução
  • Objetivo e campo de aplicação
  • Referências normativas
  • Termos e definições
  • Requisitos do sistema da gestão ambiental
  • Requisitos Gerais
  • Política Ambiental
  • Planejamento
  • Implementação e operação
  • Verificação
  • Análise pela administração
  • ANEXO A: Orientações para uso desta norma
  • ANEXO B: Correspondência entre a ABNT NBR ISO 14000:2004 e a ABNT NBR ISO 9001:2000

iso14001

Cor do anel de identificação de manutenção do extintor – Até 2018

Todo extintor que for para a recarga deverá voltar de lá com a cor do anel referente a usada no ano correspondente.

 

 Até 30/12/2012 AMARELO  

– De 01/01/2013 a 30/12/2013 VERDE

– De 01/01/2014 a 30/12/2014 BRANCO

– De 01/01/2015 a 30/12/2015 AZUL

– De 01/01/2016 a 30/12/2016 PRETO

– De 01/01/2017 a 30/12/2017 ALARANJADA

– De 01/01/2018 a 30/12/2018 PÚRPURA

A  Portaria n.º 412, de 24 de outubro de 2011 regulamenta as cores dos anéis até 2018.

consulte-nos . O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

NR23.escolar

 

  A SSW SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO  é um a empresa com sede no Estado de São Paulo, dedicada a capacitação de profissionais e demais pessoas interessadas em conhecimentos na área de segurança contra incêndio, segurança do trabalho e medicina ocupacional ; nosso foco é o atendimento "in company"; ou seja, levaremos nossos cursos até você ou sua empresa.  Prestamos assessoria técnica na área de emergências; sendo elas voltadas para para administração pública ou privada. Dentre nossos cursos, destacamos os de Brigada de Incêndio, Primeiros Socorros básico, avançado e resgate, Espaço Confinado, Trabalho em Altura, resgate em altura, supervisor em trabalho em altura, Plano de Abandono de Área, Plano de ação mutuo (PAM) entre outros!

 

O melhor Curso de Brigada de Incêndio, aplicado no modo "in company" !  Atendimento em todo o Estado de São Paulo,  outros Estados sob avaliação! 
 
Cursos de Atendimento Pré Hospitalar, RCP & DEA, e Primeiros Socorros Básico, todos com certificação Internacional !
 
Qualidade, com baixo valor de investimento! 

 

 

 

Porque Treinar "In Company"? 

 

 

 

Economia de até 70%, em relação aos treinamentos externos;

 

Os colaboradores não precisam sair do seu local de trabalho;

 

Tem a oportunidade de conhecer melhor sua empresa, e os riscos que possui, e como combaterem o sinistro.

 

Aprenderão a trabalhar dentro de sua realidade e com os equipamentos que estão a disposição dentro da empresa;

 

Comodidade para a contratante e para os alunos;

 

A certificação possui a mesma validade jurídica, dos treinamentos externos!  

 

Confecção dos Mapas de Riscos da Edificação.

 

Elaboração dos Planos de emergência.

 

PROFISSIONAIS CREDENCIADOS JUNTO AO CORPO DE BOMBEIROS DO ESTADO DE                                                                            SÃO PAULO.

 

OHSAS 18001 II

 

  

 

 

DSCF2219

TREINAMENTOS DE COMBATE A INCÊNDIO E EVACUAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS

PLANO DE ABANDONO DE ÁREA.

Treinamentos de Combate a Incêndio e evacuação para funcionários de EMPRESAS/Condomínios / Colégios / Posto de Combustível / Shoppings entre outros.

1°MODÚLO: COMBATE A INCÊNDIO

Conteúdo programático: Introdução; O que é fogo?; Triangulo do fogo; Teoria do fogo (Combustão, seus elementos e a reação em cadeia); Propagação do fogo; Classes de incêndio; Métodos de extinção; Agentes extintores; Extintores de incêndio; Hidrantes Técnicas de combate a incêndio com extintores e Hidrantes; Procedimentos básicos em locais de Incêndio; Abandono de área e controle de pânico - orientação geral.

 

2°MODÚLO: PRIMEIROS SOCORROS

Conteúdo programático: Definições; Reconhecimento, avaliação e controle de riscos; Funcionamento de equipamentos utilizados; Procedimentos e utilização da Permissão de Entrada e Trabalho; Noções de resgate e primeiros socorros; Identificação dos espaços confinados; Critérios de indicação e uso de equipamentos para controle de riscos; Conhecimentos sobre práticas seguras em espaços confinados; Legislação de segurança e saúde no trabalho; Programa de proteção respiratória; Área classificada; e Operações de salvamento.

 

Carga Horária Total: 15 horas/aula

 

OQUE É o AUTO DE CONCLUSÃO DE OBRA, ( HABITE-SE). 

Por Ivan Mercadante Boscardin

O texto compõe a obra do autor intitulada: “Artigos Jurídicos sobre Direito Imobiliário”

Obra registrada na Biblioteca Nacional do Brasil sob o nº 666.657

 Tecnicamente chamado auto de conclusão de obra ou na linguagem popular: “habite-se”, nada mais é do que uma certidão expedida pela Prefeitura atestando que o imóvel (casa ou prédio residencial ou comercial) está pronto para ser habitado e foi construído ou reformado conforme as exigências legais estabelecidas pelo município, especialmente o Código de Obras.

Em regra, o proprietário do imóvel (incorporadora, construtora ou pessoa física) faz a requisição perante o órgão competente da Prefeitura, a qual deve providenciar uma vistoria no local, por intermédio de engenheiro civil para constatar se a construção erguida realmente reflete o projeto aprovado inicialmente.

Cumpre informar que por mais absurdo que seja, há algumas Prefeituras que não enviam engenheiro para constatar o que foi feito no local e emitem o “habite-se” apenas com base na declaração escrita do engenheiro civil responsável pela obra, afirmando que o empreendimento foi concluído.

O “habite-se” é o primeiro passo para a entrega de qualquer empreendimento. Sem ele, não há instalação de condomínio (pois se houver, será irregular), tampouco é possível providenciar a individualização da matrícula perante o cartório de registro de imóveis competente e muito menos obter a entrega das chaves.

A incorporadora ou construtora ao terminar uma obra deve cumprir uma série de requisitos antes da solicitação de expedição do auto de conclusão de obra ou “habite-se”, como, por exemplo, obter a documentação que demonstre a regularidade perante as concessionárias de energia elétrica e água.

Também se faz necessária a obtenção do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), a cargo da Polícia Militar. Esse documento atesta que a construção possui as condições de segurança contra incêndio prevista pela legislação e estabelece um período de revalidação.

O Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros é indispensável nos seguintes casos:

 

 

I – construção e reforma

II – mudança da ocupação ou uso

III – ampliação da área construída

IV – regularização das edificações e áreas de risco

V – construções provisórias (circos, eventos, etc.)

 

Após a solicitação de expedição do “habite-se”, deve-se esperar pela vistoria no imóvel pelo agente publico (Prefeitura) e se constatada alguma irregularidade, poderá resultar no indeferimento do pedido.

  • O “habite-se” tem o objetivo de atestar que a obra foi corretamente conduzida em atendimento à legislação em vigor, encontrando-se segura para ocupação dos futuros moradores, estando as instalações elétricas adequadas.
  • Não é recomendável a nenhuma pessoa adquirir imóvel sem antes verificar a plena regularidade documental, inclusive se possui o habite-se expedido pela municipalidade, bem como a situação do imóvel perante o cartório de registro de imóveis, mediante análise da matrícula.
  • Adquirir um imóvel sem o “habite-se” expedido e averbado na matrícula é muito arriscado, pois estará em situação irregular perante a Prefeitura e o ocupante sujeito à multa, além de ser considerando um bem desvalorizado por ocasião de futura comercialização.
  • Vale lembrar também que mesmo o imóvel recebendo normalmente contas de água, luz, telefone, gás, IPTU, etc, não significa, em absoluto, que está regular perante a Prefeitura. A inexistência de “habite-se” também impede a concessão de financiamento bancário pelo pretenso adquirente.
  • Em caso de ausência de “habite-se” para prédios residenciais ou comerciais, as consequências são a impossibilidade de constituição de Condomínio e criação de convenção condominial, a fim de estabelecer os direitos e deveres, bem como impossibilidade de rateio entre os possuidores das unidades.  Para poder regularizar o seu imovel junto aos orgãos so CORPO DE BOMBEIROS solicite uma visita técnica de um de nossoa Engenheiros.
  • O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 Slide1

resgate6

  • Objetivo: Capacitar funcionários da empresa a desempenhar as suas funções laborais em alturas superiores a 1.8 m, de acordo com o previsto na NR 18, visando a garantir a execução de suas atividades com segurança.
  • Carga Horária: 08 horas/aula
  • Público Alvo: 
    O público alvo deste curso são os profissionais das áreas de operação e manutenção da contratante e de empresas contratadas que executam atividades referentes à pré-operação, execução e manutenção relacionadas ao trabalho em altura com risco de queda igual ou superior a 2,0 metros de altura.
  • Conteúdo programático: Informações sobre as condições e meio ambiente de trabalho; Riscos inerentes a sua função; Uso adequado dos Equipamentos de Proteção Individual – EPI.
  • Conhecimento e integração no canteiro de Obra.
  • Treine apenas com profissional homologado e com CREA.
  • SSW SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO
  •  

CONTATO

SSW - SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO

contato@sswsegurancadotrabalho.com.br
Fone: (11) 4329-5348 / Cel. 98214-3917